In EXPO PASSADA

Malia Poppe

Um desenho que se desenha

Inauguração sábado, 12 fevereiro | das 16h às 20h
Exposição: de 13 fevereiro 2022 a 5 março 2022  | segunda a sábado das 14:30h-17h

Galeria Sá da Costa

A exposição “Um desenho que se desenha”  de Malia Poppe, poderá ser visitada entre os dias 13 de fevereiro e 5 março, entre as 14:30h e as 19h,na Galeria Sá da Costa em Lisboa.

Nesta expsoição serão apresentados  18 desenhos em técnica mista, sem título, datados de 2019 e 2020, com um forte sabor hipnótico com reminiscências psicadélicas. Todos eles retratam alegoricamente cabeças, no interior das quais pensamentos entrelaçam-se em cornucópias ciclópicas.

”  “Il y a une manière de chanter qui montre que l’on na pas peur et qui rassure toute la terre des hommes.”, diz-nos Alain em “Histoire de mes pensées”. E hoje, ao olhar para esta nova série de desenhos do Malia apetece-me dizer : há uma maneira de desenhar e de ver que mostra que não temos medo e que nos tranquiliza a todos. 

Desenhar pode nascer de um apelo para regressar a casa, regressar a um lugar de presença que dissolve o medo. E, no caso do Malia, num determinado momento da sua vida, ele ouviu esse apelo e seguiu-o. Largou tudo e sentou-se, em casa, a desenhar. A desenhar. A desenhar…

E eu vejo

Os dedos do Malia a caminhar sobre a folha como quem desenrola atentamente um novelo de fino fio. O grafite, depois de tocar o papel já não se afasta mais, desliza, sem pensar, para cima, para baixo, para os lados. O desenho começa então a revelar-se, sem uma intenção prévia, é ele que assume o comando, não a vontade de quem desenha. O desenho desenha-se. Quem segura o grafite não sabe o que irá surgir, entra na “nuvem do não saber”, confia na coreografia e deixa-se fecundar. Depois do primeiro novelo chegar ao fim, um novo novelo surge, uma segunda linha começa a aparecer, a acompanhar a primeira. Umas vezes aproximando-se, outras afastando-se. Até que a linha diz “chega”, e a mão obedece. Pára. A primeira parte do desenho está terminada. Depois é deixar o pincel, molhado em tinta da china, impregnar estas duas linhas, unindo-as, criando diferentes formas e espessuras. E, por fim, o pano de fundo tem ainda uma palavra a dizer, e pode, ou não, pedir cor.

Quando olho para estes desenhos, os meus pensamentos, que imediatamente querem assegurar-me do que estou a ver – porque a mente racional tem gosto em ser útil e não gosta de se sentir perdida – começam a tentar reconhecer formas e a sugerir múltiplas hipóteses de identificação com objectos conhecidos. Mas algo em mim diz-me para parar, confiar e deixar-me levar pelo olhar, sem querer antecipar, controlar ou saber o que estou a ver. Algo me diz para ficar simplesmente aqui, e demorar o olhar para poder saborear o que vejo. E ao render-me a esta arte do degustar, o medo desaparece, dissolve-se na intensidade desta presença que é acolhimento total. Cada um destes desenhos é um convite: a sair do exílio e a regressar a casa. Sigam as suas linhas e deixem-se transportar. Até que aquele que vê e o que é visto dissolvem-se. Num fundo de infinita presença.

O fundo branco da folha, mesmo quando totalmente impregnado de tinta, está ali para nos lembrar disso – que existe um pano de fundo comum a tudo e a todos, incólume, para o qual todas as linhas e manchas apontam, sem nunca desvendarem completamente o mistério.”

texto escrito por Maria Poppe, janeiro 2022

No catálogo, apoiado pela Giefarte, Malia Poppe escreve:  “O desenho começa então a revelar-se  sem uma intenção prévia, é ele que assume o comando, não a vontade de quem desenha. O desenho desenha-se. Quem segura o grafite não sabe o que irá surgir, entra na ‘nuvem do não saber’, confia na coreografia e deixa-se fecundar.”

técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 76 cm x 56 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 56 cm x 76 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 56 cm x 76 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 56 cm x 76 cm
técnica mista sobre papel | mixed media on paper | 56 cm x 76 cm